Terça-feira, 31 de Março de 2015

Um pensamento meu

Muitas vezes a forma mais simples de fugirmos dos nossos sentimentos, é culparmos os outros, magoando-os, de forma a que sejam eles a afastarem-se e não mostrarmos que somos nós que estamos a fugir.

publicado por Ana Cristina Gomes às 23:02

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

"Abre a maldita porta" - A frase que para sempre será lembrada

“Abre a maldita porta” é, neste momento, a frase que faz arrepiar toda a minha pele. Só de a ouvir nos noticiários estremeço ao pensar no sentimento de impotência que aquele comandante vivenciou minutos antes de o avião embater numa tragédia que ficará nos escaparates dos acontecimentos fatídicos que resultam da mente perversa de um homem. Coloca-se a mesma questão que já se colocou inúmeras vezes e que, infelizmente, não deixará de nos perseguir no futuro em outras situações que irão ceifar vidas inocentes. Aconteceu em guerras, continua a acontecer em conflitos armados sem explicação. E vai suceder-se em atos isolados, mas que de isolados nada têm ao envolverem vidas que se perdem, vidas que se destroçam, vidas que ficam irremediavelmente perdidas para sempre, as que ficam e as que partem. Momentos que ficam por viver, sentimentos que ficam por sentir, sorrisos perdidos, olhares brilhantes que ficam nublados, lágrimas de um coração partido que ficam por chorar, o soluçar de um bebé na madrugada da noite que se cala, o vento que deixa de uivar na fresta da janela. O riso que voa e o silêncio que se instala. E tudo isto por causa da mente de um homem! Uma mente perversa, maquiavélica, doente, maléfica. Só um espírito assim consegue engendrar este esquema de assassínio em massa. Não venham dizer que sofria de depressão, até acredito que sim, mas quando se chega ao ponto de planear tudo ao mais ínfimo pormenor, isso não se designa de depressão, intitula-se de pura crueldade. O que se passou naquela cabeça será eternamente um mistério por mais teorias psiquiátricas que existam, pois nem sempre se consegue explicar o comportamento humano, por mais que se tente! Fala-se em apertar as medidas de segurança para evitar situações semelhantes, mas porque não se pensa em cuidar da mente humana que se degrada a cada dia que passa? As medidas de segurança são facilmente ludibriadas quando o objetivo é matar, ou o desejo de fazer mal ou somente a frustração de alguém querer ser famoso se torna uma obsessão. Por isso tentem apertar com o controlo psicológico da mente de quem tem nas mãos a vida de outros! Assim talvez se evitassem estas tragédias. Não é tarefa fácil, mas há que tentar, já que não há nada a perder, antes que se perca o muito. A mente humana é esperta e estes pérfidos homens saberão sempre ser atores de fingimentos, para ocultarem a sua verdadeira essência. Pode-se tentar pregar uma rasteira nas suas intenções, e se uma vida que seja for poupada, o esforço terá valido a pena. É fácil dizer que se o copiloto se queria suicidar que fosse sozinho e não levasse atrás dele outras vidas com histórias que ficam para contar. Aquele homem não queria apenas matar-se, queria deixar o seu nome na história. E conseguiu da pior maneira. A avidez de ser assunto de conversa foi de tal maneira forte dentro de si que planeou um assassinato. Cruel e cobarde! A crueldade de matar a frio e a cobardia na incapacidade de ser egoísta e terminar apenas com a sua vida. Mais notícias surgirão, mais especulações nascerão, mais pormenores desta tragédia serão conhecidos. Uma coisa será certa, as palavras daquele comandante serão para sempre recordadas como a frase do desespero, a frase do medo, a frase da impotência, a frase da morte.

alpes.jpg

publicado por Ana Cristina Gomes às 14:24

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 30 de Março de 2015

Um poema meu

Abandona-me nos teus braços
Sem nunca me largares
Deixa-me viver nesse abandono
Até ao fim da eternidade.
Ser uma espécie de sem abrigo
Que se abriga no vício do teu abraço.
Abraço esse que é a casa da alma que vive contigo
E sem ti na ausência da vida.
Abandona-me no teu beijo
Que alimenta a minha essência
Que nasce e renasce
No toque dos nossos lábios.
Abandona-me no caminho
Que percorres no meu corpo.
Deixa-me lá abandonada
Agarrada a ti.
Abandona-me na vida que vive em ti
E sem ti e apenas por ti.
Abandona-me vida após vida
Mas nunca me deixes
Morrer na saudade de ti.
Abandona-me contigo ao lado
Para me deixares viver.
Abandona-me
Mas nunca me deixes ir.
publicado por Ana Cristina Gomes às 09:55

link do post | comentar | favorito
|

Um pensamento meu

Olho para ti, não és apenas o rosto que amo, és o reflexo da minha alma, o espelho do que sou.
publicado por Ana Cristina Gomes às 09:53

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 29 de Março de 2015

Um pensamento meu

Se a felicidade for o momento em que dois corpos se transformam numa alma, então, por favor, não me acordem, para que o seu abraço não me largue jamais.

publicado por Ana Cristina Gomes às 14:11

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 28 de Março de 2015

Um pensamento meu

Não partilho o teu nome com a paisagem que me rodeia, para que o sopro do vento não leve de mim os teus momentos.

publicado por Ana Cristina Gomes às 13:13

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Março de 2015

Um pensamento meu

A saudade é a memória da vida que foi. Um minuto, um momento para a saudade se instalar e em ti ficar. A saudade é a memória da vida que gostarias que fosse. Um olhar, um abraço e a vida torna-se numa eterna saudade.

publicado por Ana Cristina Gomes às 09:19

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 24 de Março de 2015

Um pensamento meu

Preferia ser infeliz por ter tentado ser feliz. Preferia ser infeliz, se um dia tivesse sido feliz ao teu lado. Preferia chorar de infelicidade porque um dia ri de alegria. Preferia ser infeliz na vida se por um momento a vida tivesse sido feliz comigo em vez de fingir um sorriso para esconder a infelicidade de não ser infeliz por ter sido feliz.

publicado por Ana Cristina Gomes às 20:37

link do post | comentar | favorito
|

Um pensamento meu

Cansa-me ser quem sou por não poder quem eu quero ser. Cansa-me sentir o que sinto por não poder sentir aquilo que desejo sentir. Cansa-me um cansaço de um viver que não é viver.

publicado por Ana Cristina Gomes às 09:32

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Março de 2015

Um pensamento meu

Quando um dia o amor cegar a tua visão, verás o que nunca tinhas conseguido observar antes na vida. Quando um dia cegares com o amor, todos os teus sentidos se despertarão ao acordarem de um sono profundo. Quando um dia nada conseguires ver por causa do amor, nesse dia terás visto tudo.

olhar.png

publicado por Ana Cristina Gomes às 22:21

link do post | comentar | favorito (1)
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A frase mágica do dia

. Até um dia, Chester

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. Um pensamento meu

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. A um anjo amigo

. A frase mágica do dia

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

.tags

. todas as tags

.favorito

. Será pedir muito?

blogs SAPO

.subscrever feeds