Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2017

Carnaval

Diz o calendário que hoje é dia de Carnaval, dia de nos vestirmos de outras personagens. Disfarçarmo-nos de fadas, princesas, príncipes, monstros, feiticeiros. Diz o calendário que hoje é dia de fingirmos o que não somos. Mas ao olhar na realidade que me cerca, vivemos demasiados dias de carnaval com tantos de nós a aparentarem serem quem não são. Pessoas que de manhã se mascaram e vestem uma identidade que não é delas. Pessoas que deixam de serem quem são para serem o que os outros querem que sejam. Pessoas que escondem o seu eu atrás de uma máscara que constroem com um tempo que não apaga aquilo que são.
Talvez hoje vejamos algumas pessoas como elas são na realidade. Pessoas que se mascaram delas mesmas, pois já não sabem quem são e pensam que envergam em si outra personagem.
No dia de hoje brinquem, pulem, sorriam, fantasiem-se, sejam o que vos apetecer ser. Mas nos restantes dias do ano sejam a vossa personagem preferida: vocês mesmos.

carnaval.jpg

publicado por Ana Cristina Gomes às 19:04

link do post | comentar | favorito (1)
|
Domingo, 26 de Fevereiro de 2017

Escrevo-te

Preciso de escrever. Preciso de te escrever. Preciso de te escrever dentro de mim. Escrever as memórias que ficam, que agarro para não mais largar. Escrever as memórias que trazemos e que teimo em não esquecer. Outras memórias de outros tempos. Memórias que neste agora não poderei voltar a escrever.

Escrever um beijo que não é um beijo. Um beijo que é apenas um olá.

Escrever o abraço que não é um abraço. Um abraço que é apenas um até já.

Somos dois estranhos que se cruzam na escrita da vida. Duas pessoas que nada são uma à outra. Dois olhares que se cruzam na intensidade de um cruzar num só respirar.

Pouco ou nada sei de ti. Nada ou pouco sabes sobre mim. Mas ficas no meu pensamento para sussurrares as palavras que escrevo. E se me faltarem as palavras, terei sempre o teu olhar para escrever e o teu sorriso para desenhar no papel.

Escrevo o teu olhar na tela salpicada pelas cores do arco-íris. Porque se o arco-íris esconde um tesouro, os teus olhos são o tesouro em que o universo me fez tropeçar. Um verdadeiro tesouro que nunca poderei tocar com as minhas mãos e sentir-te real ao tocares em mim.

Tento descodificar as palavras que esse teu olhar escreve em mim. Escreve-me esse segredo e nunca o partilharei com mais ninguém. Serás o meu segredo.

Recordo o sorriso que o teu rosto escreve. Reescrevo cada traço do teu rosto que vou decorando a cada dia quando o sol nasce no horizonte. Reescrevo cada esboço da tua face na noite em que iluminas o caminho. Nunca me cansarei de te ver e te desenhar.

Guardo-te em mim. Guardo o que a tua alma me escreve. Tenho no meu coração esse lugar onde todas as tuas palavras silenciosas são guardadas.

Penso em ti na noite que me adormece e nas palavras que chegam na madrugada. És a inspiração para as palavras que sorriem e para as letras que te choram tão longe desta folha.  

Serás o meu escritor preferido das palavras que escrevo. Só escreverei com a caneta que a tua alma me ofereceu naquela tarde em que paramos e a minha vida parou à tua espera.

Escrevo-te para me escrever a mim mesma na reescrita constante da vida.

escrever1.jpg

publicado por Ana Cristina Gomes às 20:08

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

Um pensamento meu

Passas e olhas para mim. Paro e tremo na intensidade que sinto crescer em mim. Olhas para trás e fico parada nas pedras do passeio que se colam aos meus pés. Olhas e vejo-te ir sem antes a tua alma me acenar e me pedir para esperar por ti, porque tens algo para me ensinar. Sento-me no banco de espera da vida à tua espera na curiosidade de saber que página vieste escrever no meu livro do viver.

como-comecar-a-escrever-um-livro-5.jpg

publicado por Ana Cristina Gomes às 19:25

link do post | comentar | favorito (1)
|
Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

Um pensamento meu

És a inspiração das palavras dos meus sonhos. És a inspiração do meu sonho ilusório. És a inspiração para a felicidade. És a inspiração da minha alma. És tu e nada mais! És o sonho cuja esperança a vida me retira. Mas serás sempre o escritor das palavras desse sonho para sempre apenas meu.

sonho2.jpg

publicado por Ana Cristina Gomes às 20:30

link do post | comentar | favorito (1)
|
Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2017

Um pensamento meu

Sorris, no fim de tarde, quando a primavera já quer espreitar por entre os casacos e cachecóis. Sorris nesse sorriso sem fim. Apenas sorris e o mundo sorri para ti, porque o teu sorriso encanta esse mundo que vive em nós. Sorris, fotógrafo esse sorriso para quando fechar os olhos me lembrar desse teu sorriso e poder sorrir na memória que fica agarrada na minha alma. Sorris, não sei para quem. Sorris, não sei porquê. Sorris e desejo esse sorriso só para mim. Sorris e continuo enfeitiçada a ver-te porque simplesmente gosto de te ver sorrir. Sorris e ensinas-me a voltar a sorrir sem medo de sorrir sem razão.

sorrir1.jpg

publicado por Ana Cristina Gomes às 22:36

link do post | comentar | favorito (1)
|
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017

Um pensamento meu

Olho em meu redor, para a realidade que me toca, e penso na ingenuidade sonhadora de uma criança que se atreve a sonhar contigo perto de mim nessa realidade absurda a que chamo de vida.

sonhar triste.jpg

publicado por Ana Cristina Gomes às 13:51

link do post | comentar | favorito (1)
|
Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2017

Um pensamento meu

Passaste por mim e deixaste o meu mundo na dormência de quem se perdeu nesse teu rosto e não sabe o caminho de volta até ao momento em que, pela primeira vez, o teu olhar me tocou.

551986_208575052585985_185835768193247_343447_1740

 

publicado por Ana Cristina Gomes às 09:59

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2017

Um pensamento meu

O tempo para no instante em que paro, em que paras, em que paramos no silêncio de um olá. A vida para no momento em que os nossos olhares param na passagem do tempo que para na espera de voltar a poder seguir uma história que está parada no tempo de ontem.

tempo.jpg

publicado por Ana Cristina Gomes às 09:42

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 11 de Fevereiro de 2017

Elizabeth Adler "Lua-de-Mel em Paris"

 Confesso que me sinto um pouco desiludida depois de terminar a leitura de “Lua-de-Mel em Paris”. Esperava mais, muito mais! Ao ler o resumo do livro, este abordava a questão da personagem principal, Lara, viver uma viagem a Paris na qual se ia encontrar a si própria.

Lara, 45 anos, sentia-se presa à vida que vivia e ao marido que pouco lhe ligava e que a traía. Na solidão de uma casa de praia, conhece Dan, mais novo e pelo qual se sente um sentimento muito forte mas que dificilmente assume que é amor, pois nunca deixa de pensar em Bill, o seu ainda marido. A viagem a Paris seria uma segunda lua-de-mel com Bill, mas na ausência deste, irá Dan. Passarão pelos locais onde Lara e Bill passearam, desmitificando em Lara o paraíso idílico que desenhou dentro de si daquela lua-de-mel há 25 anos. Seria nessa viagem que iriamos assistir a uma viagem de Lara dentro de si mesma, conhecer-se a si mesma como não se conhecia. Mas mesmo acontecendo isso, pouco transparece nas palavras da autora.

Senti o livro como uma descrição de França do que uma viagem ao interior de uma pessoa. Seria uma leitura tão mais enriquecedora se aliasse estas duas viagens, física e espiritual.

Uma leitura demasiado fácil, ideal para quando a nossa mente precisa de pensar apenas no nada.

livro-lua-de-mel-em-paris.jpg

 

publicado por Ana Cristina Gomes às 20:44

link do post | comentar | favorito
|

Um pensamento meu

Os verdadeiros anjos vivem disfarçados no olhar de uma alma que nos conforta apenas com um sorriso desenhado por esse olhar. Os verdadeiros anjos são silenciosos mas sabemos sempre quem são quando passamos por eles e na sua pura magia tornam o dia cinzento num brilho que ilumina o caminho e secam as lágrimas que querem correr pela face. Os verdadeiros anjos são aqueles que se cruzam connosco e apaziguam o nosso espírito deixando em nós um rasto de esperança. Gosto destes meus anjos silenciosos que pintam os meus dias de paz.

Anjos.jpg

publicado por Ana Cristina Gomes às 19:36

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. Um pensamento meu!

. A frase mágica do dia

.arquivos

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

.tags

. todas as tags

.favorito

. Será pedir muito?

blogs SAPO

.subscrever feeds