Terça-feira, 1 de Setembro de 2015

Dia Internacional da Solidariedade

Ontem foi o dia Internacional da Solidariedade, e embora este post esteja a ser publicado com um dia de atraso, as palavras para descrever este dia nunca chegam atrasadas, pelo simples facto, que todos os dias são dias para sermos solidários e sentirmos essa solidariedade em nós.
Ontem foi apenas o dia oficial de festejar algo que devia estar presente em todos nós, a solidariedade. Ser solidário não é ter pena dos outros, ser solidário é ajudar os outros.
A solidariedade devia estar presente, todos os dias, na nossa vida, no nosso quotidiano. Nos pequenos, mas grandes gestos, que muitas vezes sem significado são de uma grandeza e pureza absoluta, como ajudar um invisual a atravessar uma estrada, se for um gesto feito de coração, é um acto solidário. Porque a solidariedade vem apenas de um lugar, do coração. E se o coração estiver sujo com rancor, ódio, raiva, inveja ou qualquer outro sentimento negativo e carregado de escuridão, nunca conseguiremos levar a luz a outro. E ver o nosso outro semelhante brilhar em virtude de algum gesto nosso é incomensurável, impossível de quantificar e que nos deixa de alma tão cheia que quase rebenta de tão preenchida que se sente. Consigo descrever e sentir essa sensação ao ser voluntária. Um pouco do meu tempo, um pouco da minha atenção faz toda a diferença para alguém. Não há sensação mais confortante saber que levamos um pouco de luz e esperança a outra pessoa. E é viciante, queremos sempre continuar a fazer isso. Que vício bom este, de ser solidário e voluntário!
Mas existe uma outra forma de solidariedade mais silenciosa e igualmente profunda, o carinho de alguém que mal nos conhece, que não sabe a razão do nosso olhar triste, mas que sorri de uma forma tão carinhosa que conforta a alma. Um sorriso que nos abraça e conforta e sem qualquer tipo de preço ou troca. E que nos diz, eu preocupo-me contigo. Não sei se a palavra correcta é solidariedade, mas pode ser um outro seu sinónimo. Porque nos conforta, e a solidariedade é assim mesmo, levar um pouco de conforto ao outro, dar a mão, mostrar um sorriso. Nunca nos esqueçamos que ser solidário não é ser extravagante nas acções, porque é nos pequenos gestos que se encontra a verdadeira solidariedade, como aquela que presencio nas recolhas de alimentos, com pessoas a pedir desculpa de não poderem ajudar mais. A verdadeira solidariedade está na nossa essência, está em nós e jamais poderá ser fingida.

dia da solidariedae.jpg

publicado por Ana Cristina Gomes às 23:49

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. Férias….Praia….Mar….e a p...

. A frase mágica do dia

. Um pensamento meu

. A frase mágica do dia

. A frase mágica do dia

. Julia Navarro "Dispara, e...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

.tags

. todas as tags

.favorito

. Será pedir muito?

blogs SAPO

.subscrever feeds