Domingo, 25 de Janeiro de 2015

Que amor é este?

Que amor é este que sinto? Um tudo ou nada na balança das emoções!
Que amor é este o de amar um outro tão diferente de mim? Que amor é este se somos a lua e o sol, que nos tocamos num amor que se separa? Onde cada diferença me faz amar mais e mais! Onde a diferença me poria a percorrer o infinito só para te ver sorrir.
Que amor é este que sinto que não era suposto sentir, mas sinto, não fujo e não escondo a cor da minha alma que se pinta com o teu olhar em mim? Como é possível sentir e voltar a sentir uma paixão que nasce a cada segundo, que se renova na impossibilidade de o ser?
Que amor é este que sinto e que de tão intenso sinto a sua intensidade no bater do meu coração só de darmos a mão?
Que amor é este que vive num abraço que não sei quando se voltará a repetir? Um amor e um beijo na noite que chega. O silêncio que nos abraça e a chuva que nos molha.
Que amor é este sentir o teu perfume só de fechar os olhos? Fechar os olhos e sentir-te aqui, não querer abrir os olhos, só se tivesses aqui no dia que amanhece.
Que amor é este que sinto no desejo ardente da paixão de sermos um corpo e uma alma?
Que amor é este que nem o tempo nem a distância apagam, que apenas o tempo e a distância o tornam eterno dentro de mim?
Que amor é este que sinto por ti, mas que não conhecerá a velhice? Um amor que sei que não voltarei a sentir, uma emoção única que nenhum outro o fará sentir. Sei que não estou enganada, daqui a muitos anos quando voltar a ler isto, o amor não morreu, podemos estar longe mas estarás comigo. Este amor que sinto já nasceu comigo e nunca me abandonará.
Que amor é este que torna cada segundo único e especial, que me faz sentir que viver valeu a pena? Que amor é este que fica nas pequenas mas grandes recordações dos pequenos momentos que nem o esquecimento me fará esquecer?
Que amor é este que ao fazer a coisa errada estou a fazer o certo que o destino escreveu antes de nos termos encontrado?
Que amor é este que sinto onde anseio apenas a oportunidade de tentarmos ser felizes lado a lado no amanhecer do anoitecer que é a vida?
Que amor é este que escava o meu ser? Que amor é este entra na profundidade da minha alma?
Que amor é este que nas lágrimas me tornou ainda mais forte? Que amor é este que ao amar-te me conheço cada vez melhor?
Que amor é este que me faz escrever estas palavras quando o meu pensamento ficou contigo onde quer que estejas?
Que amor é este que é um sonho? Um grande e único sonho! O sonho da vida! O sonho que não passará de um mero sonho que vivo nos pequenos segundos ao pé de ti na incerteza do amanhã que não conheço, mas na certeza que sempre o será nem que seja nas lágrimas que me farão companhia das recordações de nós no eu e tu que por momentos pudemos ser.

 

 

publicado por Ana Cristina Gomes às 17:38

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Que amor é este?

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

.tags

. todas as tags

.favorito

. Será pedir muito?

blogs SAPO

.subscrever feeds