Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

#opinião# Charles Dickens "Um Cântico de Natal"

Finalmente, foi neste natal que li um dos clássicos natalícios da história da literatura “Um Cântico de Natal” que já originou filmes e peças de teatro, ainda estava na minha lista dos livros que tinha de ler.

O meu olhar só poderia deslizar pelas palavras quando o frio me aconchegasse na manta que me envolve e no chocolate quente que me aquece. Apenas no natal poderia ler uma história vivida e sentida no natal. Embora possa ser lido em qualquer momento, este clássico ganha mais vida e força na magia do natal.

Uma história simples, mas intensamente comovente, numa magia que nunca se perderá no tempo. Vamos acompanhar a viagem de Scrooge, um velho avarento, cínico e frio que nada vive, que nada sente, que nenhuma compaixão sente pelos outros. Um homem sem alma. Uma alma sem coração é assim que poderíamos descrever este homem que odeia o natal. Não vive esta época. E por ele, os outros também não o viveriam.

Scrooge é uma personagem inesquecível que não se esquece. O espírito do seu falecido sócio irá vista-lo e alerta-lo sobre o seu frio modo de viver e dizer-lhe que três espíritos o irão visitar na noite de natal.

Nessa noite tão especial, os espíritos do natal passado, presente e futuro irão visita-lo e conduzi-lo numa viagem pelo aquilo que foi, aquilo que é e aquilo em que se irá transformar se continuar com a amargura dentro de si.

Algo muda com essas visitas e Scrooge até se tornará um bom patrão para Bob Cratchit e será um amigo para o pequeno Tim, filho de Bob.

Uma leitura fácil mas intensa e que nos faz ficar agarrados a esta personagem e sentir as suas emoções durante as visitas dos espíritos.

Uma história de natal, vivida no espírito natalício, escrita há muitos anos mas que cada vez mais se encontra actual nesta nossa sociedade.

Um verdadeiro cântico de natal neste conto. Para ser lido por todos!

cantico-de-natal.jpg