Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Um olhar a 2019!

Olho o infinito deste mar e relembro este ano de 2018 que começa suavemente a despedir-se de nós por entre os minutos e as horas que se preparam para receber 2019. Sentimos o seu prazenteiro ondular por entre as ondas onde navega para não se atrasar ao convite que lhe fazemos. Atracar no destino a tempo e horas das boas-vindas.

Deixo que este mar leve consigo estas últimas semanas de emoções desgastantes. Renovar energias. Largar os velhos hábitos que o universo me retirou de forma tão abrupta e inesperada, mas deixando uma imensa aprendizagem e amizade. Talvez a mais difícil deste ano que já acena no adeus. Uma de muitas aprendizagens constantes que guardo. Mais um ano de encontro ao meu caminho, um ano de novos ensinamentos, novos desafios e novas descobertas. Um ano de novas amizades que transporto delicadamente dentro de mim. E outras tantas amizades que crescem no jardim do meu amor por elas.

Levo deste ano os momentos que ficam e não se esquecem. Guardo 2018 porque os momentos são para serem guardados. E um dia serem recordados na reminiscência do tempo.
A minha alma arrebata a naturalidade daquele doce bom dia e dos teus olhares nocturnos. Que 2019 me continue a presentear com aqueles pequenos gestos dos dias que se enlaçam nas noites e que tanto confortam a minha alma.

Guardo as palavras de ternura e o carinho nos gestos. Gestos simples, mas vida está nessa simplicidade de momentos. São momentos meus que não troco. Momentos meus que quero repetir.

 Meu querido 2019, não te esqueças e traz contigo a minha eterna gratidão de poder continuar a ser agraciada com a tamanha beleza de viver e poder olhar para sorrisos que me acalmam e suavizam a mágoa que tantas vezes não me larga. E aquele teu sorriso aberto enfeitiçador de corações é a minha fotografia preferida que levo deste 2018.

Um ano com novos sonhos que se delineiam no traçar do lápis do meu ser. Convido 2019 a colorir estes meus sonhos de ventura e brandura. Rabisquemos pedaços de sonhos. Pintemos os dois as cores do arco-íris nos meus dias acordada a perseguir os desejos de quem tem a ousadia de sonhar.
Um ano das minhas eternas palavras. Um ano de palavras escritas no olhar. As palavras dos momentos. As tuas palavras. Continuar a escrever-te para me escrever. Querer descobrir-te para me reencontrar em mim. Mesmo que seja neste nosso silêncio que possas ser luz neste meu crescer. Que um dia te possa sussurrar que as minhas palavras são tuas. E o teu olhar nesse sopro de respirar, responderá que sempre soube que cada frase era para ti e apenas para ti. Que este silêncio que é só meu e teu se transforme em conversas de lábios. Que possamos escutar o que as nossas almas conversam no silêncio dos nossos corpos distantes.

Que 2019 seja um ano de felizes encontros e afortunados reencontros nossos em nós.
Um feliz ano de 2019 a todos os que fazem parte da minha vida. Um ano para aproveitarmos as oportunidades de sermos felizes. Vivam e sonhem a felicidade. Agarrem cada momento como se fosse único e irrepetível. Porque cada momento é diferente na memória que fica.
Desenhem instantes. Retratem sorrisos. Fotografem amor. Esbocem sonhos. Rabisquem incessantes alegrias.
E não se esqueçam de simplesmente viver! Apenas isso….Viver!
Olhemos juntos na direção de 2019!

49049852_10156167950488565_2634304764933832704_n.j

É tempo!

É tempo de sentar e escutar as aprendizagens do passado.
É tempo de respirar a incerteza do futuro e olhar o horizonte sem nunca deixar de acreditar no brilho da vida mesmo que por vezes esteja encoberta por passageiras nuvens.
É tempo de escrever os momentos vividos e rabiscar os contornos dos que se prepararam para serem desenhados.
É tempo de sentir o nosso eu.
É tempo de conversarmos com a nossa alma.
É tempo de viver. Hoje e sempre.

48971936_10156166853683565_7890394014162092032_n.j