Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Dispersão!

Às vezes os meus pensamentos são como carris de linhas de comboios. Tantos sentidos. Tantas direções. Um desalinhamento em mim. Como se a minha alma viajasse por entre esses pensamentos incertos e fugazes.
Tantos por aí que me fazem lembrar de ti. Tanto de ti nesses outros que olho. E o meu coração vagueia perdido nesses pensamentos. Nessa confusão de sentimentos. E perco-me de mim. Do meu centro. Do foco do meu eu. Só porque outros me fazem lembrar desta lenta solidão que me agonia. Como se essa solidão me mostrasse nesses rostos que sou capaz de amar. E tu onde ficas no meio deste turbilhão de sensações? Tu que me adoças a solidão. Que fazes cócegas às minhas mágoas.
Tantos pensamentos que me voam na cabeça. O caos dentro de mim. Uma balbúrdia de emoções.
O meu caminho fica turvo. Preciso de me concentrar em quem sou. Na minha centelha que precisa de brilhar. Por isso regresso, nessa estrada dos fins de tarde, aos teus olhos para nunca me esquecer de mim e disto que vim fazer a que chamamos vida.
E nesse momento, os tantos pensamentos que me atormentam acalmam-se no teu rosto.

84259253_10157105242773565_6877045232844668928_o.j