Quarta-feira, 24 de Outubro de 2018

A coleção Kimmidoll

Existe dentro de mim uma criança que no passado teve de ser adulta demasiado cedo e não teve muito tempo para ser a criança espantada à descoberta da vida. Uma criança que estava adormecida no tempo. Uma criança que tive de resgatar das profundezas que quem sou.

E que descoberta maravilhosa tem sido essa de desvendar a minha criança interior. Aprender a sorrir só porque sim como só as crianças sabem fazer. Perder os medos na descoberta dos caminhos. Apanhar as pedras e atira-las para longe. Como adoro sentir a minha criança viver dentro de mim!

E essa criança tem de ser mimada. Alimentada constantemente. Com pequenos gestos. Com momentos. Porque não a posso deixar adormecer novamente.

A coleção de postais da Kimmidoll tem sido um desses momentos de sentar a minha criança interior ao meu lado e podermos estar as duas juntas, ali sozinhas, sem interferências. Há algum tempo tinha comprado um caderno desta boneca que me tinha fascinado pela sua beleza e serenidade. Há poucas semanas na ida à papelaria vi o cartaz com o arquivador e os postais. Era uma coleção. Não resisti a comprar. Nem que fosse para ver como era. E assim que olhei para os postais, fiquei ainda mais seduzida por estas bonecas.

As bonecas Kimmidoll são baseadas nas tradicionais bonecas japonesas, que eram esculpidas à mão em madeira e tradicionalmente oferecidas à família e amigos como prova de amor e amizade. Uma tradição que remonta ao início do séc. XVII e em que cada uma simboliza os valores da vida.

Que maravilha é poder aliar a serenidade da cultura japonesa a uma coleção que a minha criança está a adorar. Às vezes só a ouço dizer-me, vai comprar mais uma carteira. Em algumas vezes até lhe faço a vontade.

Cada boneca desta coleção representa um diferente valor. A cura, beleza interior, sinceridade, alegria, verdadeira, destemida, caridade ou a amizade são alguns dos valores presentes nesta coleção. E muito mais iremos descobrir cada vez que a Ana adulta e a Ana criança se sentarem a abrir as carteiras de postais e estarem ali os seus 10 ou 15 minutos a colocar cada postal no seu lugar a ler e absorver cada valor.

Porque esta coleção é muito mais que um mimo para as crianças que vivem em nós. São valores que nós adultos nunca nos podemos esquecer que existem.

44743026_10156027803558565_7096742654100111360_n.j

publicado por Ana Cristina Gomes às 21:16

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Mário Zambujal "À noite l...

. Patricia Posner "O Farmac...

. Tardes Malditas!

. Caminhos!

. Sombra-Luz!

. Heather Morris "O Tatuado...

. Mudou a hora nesse doming...

. A coleção Kimmidoll

. Um pensamento meu

. Julia Navarro "História d...

.arquivos

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

.tags

. todas as tags

.favorito

. Será pedir muito?

blogs SAPO

.subscrever feeds