Terça-feira, 4 de Dezembro de 2018

Agatha Christie "O Natal de Poirot"

Confesso que já nem sabia quando tinha lido, pela última vez, um livro de Agatha Christie. Recordo os livros que avidamente li na minha adolescência e cuja memória de fascínio ainda guardo em mim. Por isso, num daqueles acasos, reparei que havia um livro cujo enredo se passava no Natal. Nem hesitei, que maravilha poder voltar a ler esta senhora da escrita policial e com uma história envolvendo o Natal e reencontrar um velho conhecido, Poirot (oh as saudades que tinha da sua inteligência e argúcia).

Simeon Lee, o patriarca dos Lee, resolve convidar todos os filhos) para comemorar o Natal na sua luxuosa mansão da família. E não só, a neta que ninguém conhece também será presença assim como um filho de um amigo de Lee que aparece por lá (o que adensa mais o cenário). Começamos logo por perceber que tipo de homem quase execrável é Simeon com as cenas em que os seus filhos (Alfred, Harry, David e George) decidem ou não se aceitam o convite do pai (à exceção de Alfred que mora com o pai). E apercebemos o tipo de personalidade dos filhos e das respetivas esposas.

Véspera de Natal. A reunião da família Lee é destruída por um ensurdecedor barulho de mobília a partir-se, seguido por um grito de agonia. No andar de cima, o tirânico Simeon Lee encontra-se morto num lago de sangue com a garganta cortada. Não sem antes assistirmos a uma reunião ainda com Simeon vivo, em que humilha veemente todos os seus filhos e noras. O que torna todos os estes personagens suspeitos.

Por coincidência, Poirot encontra-se a passar o Natal em casa de um amigo e vê-se envolvido neste mistério. Encontra uma atmosfera não de luto mas de suspeita mútua. Parece que toda a gente tinha as suas razões para odiar o velho. E nas páginas confirmaremos isso.

Pouco ou nada posso adiantar da história, pois todos os pormenores estão intrinsecamente ligados e referir um e não referir outro é deixar a história coxa. É tão bom saborear as pistas que vão surgindo e tentando na nossa mente e tentar reconstituir o crime, observar as falhas dos suspeitos e ter muita atenção às pistas de Poirot.

Uma nova confissão, algumas das pistas a minha mente não as leu, e por isso fiquei literalmente surpreendida com o desfecho e o deslindar do assassino do patriarca Lee. Claro que não vou revelar quem foi nem dar pistas (o que me controlei para não saltar para as últimas páginas). Pela curiosidade crescente, lia avidamente páginas atrás de páginas para mais depressa desvendar o mistério. E é uma surpresa.

Não é típica leitura natalícia, mas que reencontrar Poirot no Natal foi tão bom.

E quero, muito em breve, voltar a ter outro livro de Agatha Christie nas minhas mãos.

46844052_10156098022648565_4174638289644421120_n.j

publicado por Ana Cristina Gomes às 21:03

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Jacquelyn Mitchard "Um Na...

. Um pensamento meu!

. Um pensamento meu!

. Agatha Christie "O Natal ...

. Olá meu querido dezembro!...

. Gastar o teu rosto!

. Debbie Macomber "O Brilho...

. Chuva!

. Um outono de fim de ciclo...

. Tardes Malditas!

.arquivos

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

.tags

. todas as tags

.favorito

. Será pedir muito?

blogs SAPO

.subscrever feeds