Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Assim te vejo eu!

Assim te vejo eu. Como um suave reflexo da vida.
O espelho nos teus olhos de como um dia tenho esperança de olhar a vida em tons de felicidade. Uma tranquilidade em mim.
As memórias que a profundidade da água guarda e que tantas vezes baila na nossa mente. Não compreendemos. Sentimos essa dança em mundos distantes separados por estradas e ruas. E continuamos assim imóveis nesta tela. Neste reflexo nosso de quem outrora fomos.
Vejo-te assim qual tronco que no silêncio me sustenta as raízes de quem sou. Que me obriga a crescer para ousar tocar o céu dos sonhos.
Assim te vejo eu. A misteriosa natureza de quem és. Aquilo que escondes. De quem me fazes ser. Vulnerabilizar-me ao teu coração.
Assim te vejo eu, cada qual no seu corpo mas de almas que se acariciam docemente numa ilusão tão real que nos arrepia os sentidos.

83147464_10157075168683565_5125393067993464832_o.j

2 comentários

Comentar post