Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Até já, querida Maria João Abreu

182294306_4244993305532023_4692499027580261509_n.j

Hoje o palco fechou-se para Maria João Abreu. Podemos nunca nos ter cruzado pessoalmente com ela, mas ela fazia parte dos nossos dias enquanto espectadores de televisão ou teatro. São muitas as memórias que ficam das suas personagens. Por isso, o carinho que todos sentimos é genuíno como era tão honesta a sua entrega a cada trabalho. Sentimos a sua partida para uma outra dimensão como se fosse uma amiga. E era. Há atores e atrizes que nos abraçam para sempre com o seu talento, com uma personalidade única, amigável e sincera.
O tempo é efémero. O amanhã uma incógnita.
Aprendamos com o amor da Maria João a viver o amor todos os dias como ela o viveu tão intensamente. Mais do que as suas personagens, que o seu legado seja o amor e que sigamos esse exemplo. Porque isso é o que mais importa. Tudo o resto é insignificante. Perdemos tempo precioso em coisas irrelevantes e quando demos conta, já passou. Amemos a vida já neste instante.
Até um dia Maria João, o palco das estrelas brilhantes do céu tem agora uma alma cheia de luz.
Continua a espalhar o amor pelos caminhos do universo.

12 comentários

Comentar post