Segunda-feira, 26 de Novembro de 2018

Debbie Macomber "O Brilho das Estrelas"

Novembro a terminar o calendário, o frio já se faz sentir no quente dos gorros matinais, a árvore de natal já enfeita nas decorações da casa e as ruas já estão vestidas a rigor para receber mais um natal. Seguindo uma recente minha tradição, ler histórias de natal ou que se relacionem com a época, seja apenas o inverno, foi tempo de inaugurar as leituras natalícias. Este ano comecei por Debbie Macomber e “O Brilho das Estrelas”, uma autora ainda desconhecida para mim mas que uma daquelas promoções me fez descobri-la. E como gostei de conhecer a sua escrita doce e suave.

Encontramos Carrie Slayton, uma jovem jornalista da coluna social de um importante jornal mas que se encontra saturada e desmotivada do tipo de artigos que escreve. Para que possa mudar a sua área no jornal, o diretor lança-lhe o desafio de conseguir uma entrevista com Finn Dalton, autor de um bestseller, que há meses se encontra no top de venda. Mas Finn é um solitário que não se deixa entrevistar (talvez por isso o título do seu livro seja “Sozinho”). Carrie aceita o desafio pois não tem nada a perder. Determinada e persistente vai à descoberta de Finn que vive num local inóspito e selvagem do Alasca.

Depois de inúmeras peripécias, Carrie encontra Finn, um homem de sentimentos fortes e intensos, magoado pela mãe que o abandonou, causando nele uma mágoa profunda para com as mulheres. A barreira que ele criou à sua volta, Carrie com a sua personalidade aos poucos vai derrubando esse muro à volta de Finn. Como quando observam a aurora boreal do Alasca, uma descrição magnífica e espantosa que nos deixa a todos com vontade de conhecer esta região. Cenários árticos deslumbrantes, uma beleza gelada e hipnotizante. Um local onde as estrelas brilham e iluminam uma cabana no meio da neve, o cenário romântico desta história.

Mas depois da partida de Carrie, com ou sem entrevista, ambos percebem que ali nasceu algo muito forte e profundo como eles o são. O assumir o que sentem. A conquista mútua. A luta para ficarem juntos. Avanços e recuos. O dar e ceder.

Uma história de amor. De esperança. De acreditar. E sobretudo, uma história que nos diz que nunca mas nunca devemos fechar o nosso coração por maior que seja a mágoa que nele vive.

Um livro ideal para esta época natalícia que se lê assim, um ápice, enquanto se bebe um delicioso chocolate quente a acompanhar!

46492175_10156082103798565_8597988325694898176_n.j

publicado por Ana Cristina Gomes às 23:43

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Jacquelyn Mitchard "Um Na...

. Um pensamento meu!

. Um pensamento meu!

. Agatha Christie "O Natal ...

. Olá meu querido dezembro!...

. Gastar o teu rosto!

. Debbie Macomber "O Brilho...

. Chuva!

. Um outono de fim de ciclo...

. Tardes Malditas!

.arquivos

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

.tags

. todas as tags

.favorito

. Será pedir muito?

blogs SAPO

.subscrever feeds