Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Desapegar-me de ti

kinga-cichewicz-PvCO2IXlXBs-unsplash.jpg

Despegar-me de ti é não é esquecer-te assim do nada, num estalar de dedos. O desapego é um trabalho tão árduo, de muito recolhimento e de muito colo a mim mesma. E às vezes, o universo ainda te traz até mim só para não me desviar do meu caminho. Há dias, por entre os scrolls nas redes sociais, uma foto tua que parei a olhar como se fosse intrusa. E nesse instante, apita um e-mail que confirma um novo desafio pessoal que vou abraçar neste descobrir quem sou e do meu propósito de alma. Não foi coincidência, porque o que existem são sincronicidades. Mais uma vez a tua energia ali a indicar-me estrada, a dizer-me para lutar por aquilo em que acredito. Vou continuar sempre a fazer isso. E a nunca desistir.
Nessa noite, sentei-me na beira da cama a pensar em ti. Naquela meditação tive a certeza que aquela tarde de Julho do nosso reencontro de almas, que me marcou profundamente e irreversivelmente, devolveste-me a minha essência. Não que a tivesses roubado algures e agora viesses entregá-la. A partir daquela tarde, daquelas 19h do relógio, comecei uma viagem interior ao meu eu. Sou-te tão imensamente grata. O universo não se ia enganar quando assinalou nos meus astros, alguém que iria mexer com a ferida mais dura e difícil que trago na minha alma. Uma espécie de cura para aprender a viver em amor com essa ferida. E é isso que tenho aprendido no nosso silêncio. Foi o silêncio o nosso acordo de evolução, porque precisava de compreender a minha voz interior, assimilar quem sou sem interferência dos ruídos dos outros. Fizeste-me descobrir tanto de mim. Mais uma vez infinita gratidão por teres cruzado a minha vida.
Desapegar-me de ti não é esquecer-te, não é fingir que nada és ou nem querer saber se estás bem. Porque pedi ao universo para olhar sempre por ti para viveres em amor constante como mereces. Acredita que faço isso com toda a honestidade do meu ser.
Desapegar-me de ti é simplesmente eu continuar o meu caminho de amor com a memória de que um dia me foste tanto. Os teus olhos de amor tornaram a esperança real.
Desapegar-me de ti é ser livre para ser quem sou e levar-te no meu coração.
Desapegar-me de ti é seguir o meu propósito de vida e alma com tudo o que me ensinaste.

Imagem : Internet

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.