Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Dia da Mãe

Hoje o dia nasceu com o sol a fazer-nos cócegas para que possamos sorrir ao abrir a janela e ver o dia abraçar-nos e abraçarmos a nossa mãe, no seu dia. Hoje e sempre. Em todos os dias do calendário. Porque uma mãe é eterna no tempo. Um amor verdadeiro, puro e genuíno.

Não são precisas palavras para sentirmos esse amor. Um amor de mãe não se consegue adjetivar numa folha de papel. Escrevemos, e escrevemos e muito mais podíamos escrever. As palavras nunca serão em demasia para uma mãe. Mãe não é só aquela que carrega o filho dentro de si durante nove meses, é uma ligação única e eterna entre ambas as almas. Porque é a nossa alma que escolhe aquela mãe, porque aquela mulher é especial para nós. Que nos ajuda a iluminar o nosso caminho. Que nos ensina a crescer. Que nos ajuda a viver. Que ouve o nosso silêncio. Que lê a tristeza no nosso olhar e nos abraça sem nada perguntar. Que vibra nas nossas conquistas. Que nos obriga a nunca desistir.

Uma mãe também pode ser uma simples mulher que pode amar e criar uma criança que não abraçou dentro de si, mas cujo coração abraçou para sempre. Porque são almas que se ligam num intenso amor.

Uma mãe é um ser especial que torna a nossa vida mais rica e mais completa. Uma mãe é o nosso porto de abrigo. Uma mãe é aquela pessoa que nos conhece melhor que a nossa mão.

Uma mãe é o nosso coração. É o brilho, é a ternura, é o carinho de sermos amados. Estimemos as nossas mães a cada dia com o mais pequeno gesto, porque esse gesto jamais será insignificante, pois tornam a vida de uma mãe cheia de tudo e vazia de nada.

Escrevamos todos os dias momentos com a nossa mãe, momentos que ficam e nunca serão esquecidos. Momentos num álbum fotográfico que jamais será destruído.

Que gratidão poder escrever estas palavras, por ter um exemplo de vida, uma mulher de força que tanto por mim fez. Por ter escolhido esta mãe e por me ter recebido e por juntas conseguirmos ultrapassar tantas e tantas dificuldades da vida. 

Um grande beijinho não só para a minha mãe, mas para todas as mães que amam e protegem os seus filhos.

E um grande beijinho repleto de saudades para uma grande mãe que foi e que nunca será esquecida, a minha querida avó, cujos conselhos tanta falta me fazem. Mas sei que ela irá ler estas palavras e logo quando a estrela mais brilhante do céu cintilar perto da minha janela, sei que é ela a dizer-me um olá.

18319128_10154712613748565_2386061309566118352_o.j

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.