Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Esperei por ti....

Não sabes.
Hoje esperei por ti.
Nas horas de inverno que chegaram aos relógios.
Esperei-te. Sem vires.
A estrada vazia nos lugares teus.
E eu senti-me um tronco oco que apodrece.
Caminhei com a dor das lágrimas que me queriam bater o corpo.
O horizonte a escurecer sem a nudez dos teus olhos.
Que triste pôr do sol foi este de hoje.
Sem ti tudo é tão mais desolador. Há uma beleza que se perde em mim.
Lembrei-me quando te deixei ir naqueles fins de tarde de verão.
Quando estupidamente achei que te podia ir deixar de mim. Hoje disse-me a alma para não apressar um deslargar sem sentido.
Hoje o tempo cegou-me o coração. Para acordar e sentir. Não querer perceber os porquês. Somente sentir.
A ausência tua afundou-me a vontade de sorrir. Naufraguei à deriva do sorriso teu.
Esperei por ti.
Sozinha.
E doeu tanto.
E continua a latejar em mim esta saudade tua.

Imagem :Internet

IMG_20190925_214925_141.jpg