Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Hoje, no comboio!

Hoje, no comboio da manhã, larguei, no saco, as páginas do livro para ouvir o teu olhar na mesma música que tocava nos meus ouvidos em mais um final de dia que foi ontem.

Aquele olhar que não sei se seria apenas uma ilusão de tão real que me arrepiava a pele. Fugaz mas penetrante. Que fugia mas que se deixava apanhar. Que susteve o ar dos pulmões. Que tremeu nos joelhos.

Hoje, no comboio da manhã, desliguei daquele mundo à minha volta para recuar no tempo e voltar a sentir o teu olhar na minha direção. Como se estivesses ali e te pudesse ver. Porque nada mais consigo enxergar senão os teus olhos.

E amanhã voltarei escutar o teu olhar sem filtros. E no dia seguinte. E assim, dia após dia.

Porque esse teu olhar ficará para sempre cravado no meu peito.

Imagem : Internet

jay-dantinne-576682-unsplash.jpg