Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Manhãs.....

127623926_10157908054563565_3446695518259397805_o.

Uma manhã negra de chuva insistente nos casacos que fogem de casa num saltar para apanhar ar. Era manhã cedo. Desisti. Voltei para as grades de janelas.
Depois suavemente a chuva foi saindo para outras paragens. Teimosa e ávida desse ar de liberdade do meio dia, lá fui. Ignorando o frio gélido do inverno que se anuncia. Talvez tenha mais saudades do teu rosto do que do ar. Batizei o ar com o teu nome. Para ir inspirar o coração de ti.
Estavas tão bonito, ainda mais bonito do que da última vez que te olhei. Um dia gostava de ser assim tão bonita como tu, aquele que deixa os meus sentidos atordoados só de te mirar em segundos de ampulhetas velozes.
Parecias aqueles raios de sol que rasgam abruptamente as nuvens. Por isso nesse instante o céu brilhou numa vénia ao sol que és. E a chuva envergonhada não voltou.

Imagem : Internet

2 comentários

Comentar post