Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Obececaste-me....

Obececaste-me olhar o presente. Olhar o aqui e agora. O instante dos teus olhos. Olhar-te. Recordar as memórias que nos trazem a alma mas decorar cada traço teu do teu rosto. Os tiques. Neste agora de tempo.
Obececaste-me nesse sorriso teu. Quando crescer gostava de aprender a sorrir como tu. A perfeição do teu sorrir que és para mim.
Obececaste-me em sentir. Simplesmente sentir. Sentir o que sinto. Gostar de ti sem saber porquê. Não pensar que poderá não haverá um amanhã nosso. Esse amanhã é desconhecido e tropeçamos tanto nesse universo que nada sabemos do que virá. Por isso se te sinto no coração vou deixar sentir-te em mim. Mesmo que sejas o meu segredo. E tu sabes que és o segredo meu. Escrevo-te para me continuares a ler depois dos nossos olhos seguirem diferentes estradas. Diferentes casas.
Obececaste-me na tranquilidade. Em sentar-me no meu degrau onde os meus pés se apoiam. O meu caminho. A serenidade de mostrar-me na essência que tenho em mim. Ser transparente. Sem máscaras. Simplesmente ser-me!
Obececaste-me em saber quem sou eu. Agora. Já!
Obececaste-me em não desistir de ser feliz. Se um sorriso teu me deixa feliz, vivo cada segundo com aquela intensidade que me treme. Se me procuras os olhos sei que algo nos mexe. E vivo essa sensação de amor. Feliz. Naquele ponteiro do relógio que pará e nos faz parar para sentir e depois continuar no seu tic tac. E nós nos irmos embora.
Obececaste-me em ti e nesses fins de tarde que me salvam os dias.
E como espero pelo aqui e agora só para te ver.

72747142_10156811752783565_818077745312432128_o.jp