Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Olhar o negro ou olhar a luz

91502601_10157279921423565_4085344820048953344_o.j

O abril acorda-nos pintado de cinzento. De lágrimas nos seus olhos. São apenas lágrimas se assim o sentirmos. A chuva que vem regar a vida que germina na terra. Que vem limpar o ar que respiramos. A chuva que pode ser bênção. Sem água não há vida. Não há emoções que possam nascer.
Sim, o céu está cinzento, mas a árvore não está triste porque os seus troncos crescem rumo ao sol. As folhas que bebem água numa esplanada de ramos na companhia de um sol que mesmo escondido se faz notar. Porque a árvore escolheu o sol. Escolheu a luz e a vida.
Depende só do nosso coração e da nossa alma se olhamos apenas para a escuridão das nuvens ou se para aquela janela de luz que o horizonte nos brinda. A nossa escolha num dia assim como hoje mostra como decidimos olhar a vida. Se escolhemos o negro ou a claridade da vida.
Olhar a luz é olhar a essência da vida.