Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Parabéns Avó Minha!

Avó minha,
Hoje acordei-me nas lembranças deixadas por ti. Seria oficialmente esse dia teu quando a vida te trouxe até aqui. O teu corpo já não nos habita os dias mas quem tu foste será sempre aquela flor que o tempo não irá murchar.
Olhei esse campo citadino da minha janela e vi-te ali sentada quando foste arrancada daquele campo teu. A tua vida. Quem eras. A olhares o passado sempre com uma aprendizagem. Trago isso de ti.
Eras e serás sempre uma pessoa especial deste mês de setembro. O teu mês. O meu. O mês tão nosso. Partiste antecipadamente numa viagem com tanto que precisava de aprender de ti. Partiste mas trazes-me nessa alma tua. Acredito que sim. Tens me dado pessoas especiais de setembro. Aquelas pessoas que me tremem o coração. Aquelas pessoas que ensinaram o sorriso. Aquelas pessoas que me acordaram de uma sonolenta apatia. Pessoas que me cruzam o caminho de amor e carinho. Que me fazem andar em direcção ao que aqui vim ser. Pessoas especiais que me ensinam a ser quem eu sou.
Pessoas que me trouxeste aos meus dias.
Eras tu que hoje farias anos mas tens sido tu a oferecer-me a prenda de aprender a amar o viver.
Guarda-me em ti. Hoje e sempre.
Guardo-te em mim. Ontem. Hoje. Amanhã.
Parabéns avó minha.

Imagem : Internet

70150354_10156728726728565_3611712396629901312_o.j