Domingo, 3 de Dezembro de 2017

Reencontro

Não quero mais reencontros destes, silenciosos, no silêncio sofrido de almas que tanto precisam de se encontrar para se reencontrarem em si.

Não te quero voltar a reencontrar assim. Neste silêncio mudo. Neste silêncio de um olá. Neste silêncio de um até já. Neste silêncio que os nossos olhos gritam e que a nossa voz silencia com medo. Medo de reconhecermos que nos reencontramos. Medo de reconhecer que já nos conhecemos deste sempre. Medo de deixar a nossa alma falar. Contrair a vontade de sermos quem somos e fingir que nada nos une. Que não há um cordão umbilical entre nós.

 Não quero mais reencontrar-te assim. Não te poder dizer que és especial. Não te poder dizer que estas palavras que lês são tuas e para ti. Não poder chegar perto de ti e fica ali apenas a olhar para ti só porque gosto de olhar assim para ti quando a lua cheia brilha alta no céu na noite de um domingo. Poder dizer-te que és bonito assim. Só porque sim.

Não quero este reencontro que faz doer nas memórias que não esqueci. Lembranças seladas no nosso álbum das recordações. Neste amor escrito que resiste ao tempo. Que o pó não apaga. Amar-te mesmo antes de conhecer esse teu rosto, tantas vezes envelhecido pela vida. A vida que não posso viver. A tua vida. A minha vida. Que nunca será a nossa vida.

Não quero voltar a reencontrar-te para te perder sem te ter em mim. Virar as costas e uma lágrima cair por te ver partir no teu caminho e eu sozinha a caminhar perdida nesta estrada sem fim. Sentir-te. O teu perfume. Conversar com a tua alma. E chorar como uma criança.

Não quero mais voltar a reencontrar-te assim neste absurdo. Um reencontro que não faz sentido. Que não podia ser agora. Agora que não podes amar-me. Que apenas me podes guardar na tua memória. No teu silêncio. No nosso silêncio.

Não suporto este reencontro que me faz perder dos meus sonhos. Que me faz desacreditar no destino. Que me faz sentir cansada dos dias sem ti.

Este reencontro que me desfaz por dentro. Que me destrói lentamente.

Quero voltar a reencontrar-te quando a vida me deixar amar-te sem medos e receios. Quando te puder abraçar e poder dormir na paz que me falta e que não encontro porque não te encontro. Procuro-te e foges. Sem te tocar para recordar o teu toque.

Um dia talvez o nosso reencontro seja pintado de felicidade, dessa felicidade que não conheço e que gostava que me fosse apresentada por ti. Talvez um dia, te reencontre, e possa ser feliz comigo e contigo por estares aqui.

Um dia sei que te vou voltar a reencontrar porque o nosso reencontro é a única certeza de continuar vaguear. Porque só quando te reencontrar posso recuperar de ti a tranquilidade de viver que o nosso amor me tirou.

Porque nesse dia o nosso reencontro irá devolver-me a mim mesma e a vida voltará a fazer sentido.

ballons-beautiful-cute-fashion-girl-Favim.com-1322

publicado por Ana Cristina Gomes às 21:31

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
15
16
18
19
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Um pensamento meu

. Tarde!

. Um pensamento meu

. Avó, o teu dia!

. Tessa Dare "Escândalo com...

. Hoje, no comboio!

. Sentir!

. Um pensamento meu

. Um pensamento meu

. A minha borboleta branca

.arquivos

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

.tags

. todas as tags

.favorito

. Será pedir muito?

blogs SAPO

.subscrever feeds