Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Silêncio corrosivo

kristina-tripkovic-nwWUBsW6ud4-unsplash.jpg

Há algo de corrosivo no nosso silêncio. Que corrói as nossas almas. Aos poucos e poucos a conversa deste nosso silêncio destrói a esperança já moribunda.
Isso das memórias trágicas que trazemos um do outro para esta nossa estrada, pesa-nos nos ombros. A nossa alegria curva-se e enrola-se nos resquícios desse sofrimento do qual teimamos em não nos libertar. Para continuarmos amarrados na dor. Porque nos acomodamos ao sofrimento que nos sustém a felicidade perdida. Aquela que decidimos não voltar a procurar.
Na mente desfilam-nos palavras que não ousamos pronunciar. O medo descarrila-nos nessa cordilheira de emoções que somos. As palavras ficam escondidas no tempo que largamos da vida. Cairemos abraçados na distância que nos separa. E voltaremos a subir a montanha para repetir tudo novamente até termos coragem de nos enfrentarmos. Isto se algum dia o faremos ou continuaremos nesta ignorância premeditada.
Há algo de corrosivo à volta dos nossos corpos. Que dia após dia nos queima por dentro. O amor que nos arde no coração. E que fingimos que são cinzas de outros incêndios em rescaldo.
É isso que somos, corações a serem queimados pelo silêncio.

Texto : Ana Cristina Gomes
Imagem : Internet

2 comentários

Comentar post