Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Tempo para nós

IMG_20210522_103321.jpg

Quantas vezes tiras cinco minutos do teu dia para olhar a beleza de uma flor? Para observar cada feitio de uma folha, as tonalidade das cores que a pintam, o aroma a primavera que emana. Fazes isto com frequência?
Quantas vezes te permites parar para sentir a simplicidade da vida? Talvez raramente faças isso. Estamos sempre ocupados com as coisas da vida mundana e achamos que não temos tempo. E os dias passam sem os agarrar. Deixamos a vida esgotar-se na ampulheta do tempo e o que aprendemos talvez seja nada daquilo que realmente importa. Como se a vida fosse só ter coisas materiais, em vez de a vida ser vida. E assim a vida foge-nos.
Agora imagina que é essa flor és tu.
Se imaginares que o teu eu é esta flor, permites-te parar e olhar para dentro de ti? Cuidas das tuas folhas? Cuidas do teu corpo, mente, coração e alma, ou dizes que estás muito ocupado(a) com tudo o resto menos contigo? Sabes que o teu corpo é o templo mais sagrado que alguma vez vais conhecer e que precisa de ser cuidado com muito amor? Amas-te realmente? Verdadeiramente como és? Sem seres como os outros querem que sejas. És a flor que vieste ser?
Tiras, pelo menos, 10 minutos do teu dia para ti, para o teu lado espiritual? Para estares contigo, conversares com a tua essência. Para te ouvires ou achas que isso é para loucos?
Pensa nos teus dias. Pensa se na adrenalina imposta pela sociedade, paras para respirar profundamente e pões toda a tua energia a circular dentro de ti? Pensa se tens tempo para ti, para cuidares de quem és, ou tens lá tempo para mariquices dessas...
Se não fazes isso, então repensa as tuas rotinas. És a pessoa mais importante da tua vida e não tratares de ti com amor e carinho, ninguém o fará, mesmo que aches que sim.
Sê a flor mais bonita do teu jardim da alma e sê o jardineiro dessa flor que és, mimando-te com aquele amor mais sublime que existe, o amor próprio. Só assim podes ser tão bonito (a) como uma flor.

1 comentário

Comentar post