Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O sopro mágico das palavras

O sopro mágico das palavras

Um ano depois….O fantasma dos incêndios não dorme!

Um ano depois. O que mudou? Ou continua tudo igual ao que era antes de tudo mudar abruptamente?

Um ano depois do fatídico incêndio que ceifou vidas, o que terá mudado desde esse sinistro momento?

Um ano depois ainda se faz o rescaldo do incêndio que ainda arde na alma de todos. Ainda se vê o fumo no remoinho de vento que traz até nós a cegueira de quem ficou cego e apenas consegue vislumbrar uma vida desfocada.

Correr a estrada que percorre tantos km deste país e ver um horizonte manchado de cinzento-escuro. O negro que envolve o verde que começa a despertar na terra queimada. A desolação do cenário surreal que emoldura Portugal. Ver pequenos pontos brancos no meio de tanto negrume. As casas que escaparam nas vidas que se perderam nas horas do incêndio. Os gritos de desespero que ainda fazem eco nos nossos ouvidos. Que chegam até ao nosso automóvel. Porque o fantasma dos incêndios não dorme. Está ali de sentinela na paisagem para ser visto e relembrado minuto após minuto por todos nós. Para que esse fantasma nunca despareça da nossa memória. Que será como aquele incêndio, que um ano depois ainda arde dentro de quem continua a ver uma vida ardida.

Um infinito de árvores podres, ajoelhadas, curvadas. Árvores que uivam ao sentirem-se despidas. O fantasma que assombra o verde que nasce no meio da dor.

Um ano depois ainda ouve-se o silêncio do último respirar de quem padeceu no inferno e vagueia perdido à procura de uma vida estupidamente roubada.

Um ano depois a vida começa a acordar do pesadelo. Das cinzas das almas que repousam na terra carbonizada num cemitério de árvores envoltas nos troncos esqueléticos que guardam em si caixões de sonhos desfeitos.

Um ano depois o fantasma dos incêndios não dorme. Anda por aí para nos atormentar nas suas que nunca serão esquecidas nefastas memórias. Porque a vida de quem sobreviveu e tudo perdeu tornou-se isso mesmo…..um fantasma!

 

Imagem : Internet

matt-howard-451737-unsplash.jpg